Unicidade de Deus

 
 
 

“Ouve, ó Israel! O Senhor, nosso Deus, é o único Senhor.”  (Deuteronômio 6:4)

     O mundo religioso têm dividido as manifestações de nosso único Deus, em três personalidades distintas, e argumentam que essas três personalidades formam um só Deus. Isto não tem explicação sensata, porque se são três personalidades, mesmo sendo de uma única substância, são três deuses. As escrituras nos esclarecem sobre este assunto e retiram quaisquer dúvidas a respeito.

   O profeta Isaías já havia profetizado sobre o nascimento de nosso Senhor Jesus Cristo.

“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.  (Isaías 9:6)

“Foi assim o nascimento de Jesus Cristo: Maria, sua mãe, estava prometida em casamento a José, mas, antes que se unissem, achou-se grávida pelo Espírito Santo.” (Mateus 1:18)                                                                                                          

     A escritura nos diz claramente que o Espírito Santo foi quem gerou Jesus. Jesus chamou a Deus Seu Pai, como poderíamos dar uma personalidade ao Pai e outra ao Espírito Santo; quem Ele chamava Seu Pai? Sem dúvida pelas Sagradas Escrituras vemos que o Pai é o Mesmo Espírito Santo, porque Deus é Espírito. Jesus chamou Pai Aquele que O gerou; de outro modo, teria tido dois pais.

“Deus é espírito, e é necessário que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade”. (João 4:24)

     O Senhor Jesus Cristo nos disse:

“Eu e o Pai somos um.”  (João 10:30)

“… Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido, Filipe? Quem me vê a mim vê o Pai; e como dizes tu: Mostra-nos o Pai?

“Não crês tu que eu estou no Pai, e que o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo não as digo de mim mesmo, mas o Pai, que está em mim, é quem faz as obras.” (João 14:9-10)                                                            

    As Sagradas Escrituras nos esclarece que Jesus e o Pai são UM e a Mesma Pessoa. Então PAI, FILHO E ESPÍRITO SANTO é a MESMA personalidade.

“Porque três são os que testificam no céu: o Pai, a Palavra, e o Espírito Santo; e estes três são um. (I João 5:7)

   Em Deus não há mais que uma SÓ PERSONALIDADE com diferentes manifestações segundo o seus propósitos. Deus como Espírito não pode morrer, porém tendo que efetuar a Redenção do seu povo, teve que tomar humanidade para poder morrer por nós.

“ Eu vim do Pai e entrei no mundo; agora deixo o mundo e volto para o Pai”. (João 16:28)

“E, sem dúvida alguma, grande é o mistério da piedade: Deus se manifestou em carne, foi justificado no Espírito, visto dos anjos, pregado aos gentios, crido no mundo, recebido acima na glória.”  (1 Timóteo 3:16)

   Ao único Deus (Rom. 16:27), o verdadeiro Deus e a vida eterna (I João 5:20), o grande Deus e nosso Senhor Jesus Cristo (Tito 2:13), o Deus “todo-poderoso (Apocalipse 1:8), o Deus Criador (Colossenses 1:16:17), para os apóstolos era UM e a MESMA PESSOA. O Novo Testamento não ensina que Pai, Filho e Espírito Santo tenham personalidade separadas. Ali não encontramos nada quanto a primeira, segunda e terceira pessoa. Para os apóstolos não existiam três deuses, senão UM; sem dúvida, hoje a maioria dos chamados cristãos crêem em UM Deus trino, ainda que a palavra trindade sequer se ache nas Sagradas Escrituras. A bíblia não se contradiz porque foi inspirada pelo Espírito Santo. Ela ensina claramente que nosso Deus é UM.

“E sabemos que já o Filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para conhecermos o que é verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna. (1 João 5:20)

   Desta maneira fica demonstrado que Deus veio manifestado como Filho para revelar-se a si mesmo como o Deus verdadeiro; por conseguinte, JESUS CRISTO é Deus manifestado em carne. “Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente.”(Hebreus 13:8). Amém.

MENSAGENS A RESPEITO DE UNICIDADE

96  E Jesus foi o transmissor da Palavra de Deus, Porque Ele foi a tri-unidade de deus manifestada em um homem. Ele foi completamente Deus e completamente homem.

97  E a trindade de Deus, a trindade de atributos de Deus, sendo Pai, Filho e Espírito Santo, foi representado naquele único homem, Jesus Cristo. Então Ele era a Palavra.

                               Mensagem: Venha, siga-me (1963). Crentes da Bíblia.

89-E Jesus disse, Como foi nos dias de Ló, então também será na vinda, no fim do mundo, quando o Filho do homem, não o Filho de Deus, quando o Filho do homem há de ser revelado.

90-Não tiveram isto através das eras. Vejam esta perfeita continuidade da Escritura? (Aqui vivemos nisto). Os mistérios, mesmo do Batismo no Nome do Senhor Jesus e longe da idéia da unicidade, e estas outras coisas, como o Espírito Santo tem movido aquilo, e mostrado perfeitamente; e o verdadeiro Batismo do Espírito Santo, o Sinal, e tudo mais, e colocou isto; e como Ele colocou cada reformador, e tudo mais exatamente, e (vêem?) bem diante dos nossos próprios olhos. E não está em um canto; é conhecido no mundo. Jesus, o Filho de Deus, se revelando através das Escrituras, fazendo aquela Escritura, que tem sido predestinada para este dia ( como isto foi para aquele dia, e todos os outros dias), viver. E crer nisto é a evidência do Espirito Santo – justiça!

                              Mensagem: A festa das trombetas (1964). A Voz de Deus.