Testemunhos de cura dos nossos irmãos indianos

  “Uma velha senhora levantou-se e andava ao redor de outros sentados no chão, ela fez seu caminho para a frente da tenda para contar seu testemunho. Apenas um dia antes, ela tinha subido para receber oração. Eu tinha visto seus olhos, clareados para fora e aparentemente escamas com manchas pretas. Ela estava completamente cega, mas agora ela estava dizendo ao povo que ela pudia ver.

 Em 26 de janeiro de 2012 minha esposa e eu chegamos na Cidade Warangal, Índia. “Reuniões de cura do Evangelho”India 1 tinha sido anunciado na cidade, com milhares de cartazes, folhetos e banners.

 Apenas algumas pessoas se reuniram para o primeiro serviço, que cresceu para cerca de 150 no momento em que terminou. Naquela noite, mais pessoas se reuniram. Muitos eram Hindu, havia alguns muçulmanos e uma mistura de cristãos denominacionais juntamente com alguns crentes da mensagem. No final deste serviço aqueles que desejavam oração foram convidados para formar uma linha e terem os ministros do evangelho orarando por eles. Foi aqui que a senhora cega veio e teve oração.

 Uma mulher cristã tinha um grande bócio multinodular. Expliquei a ela que o espírito havia deixado o bócio, mas agora o corpo tinha de limpar-se do crescimento e que ela iria começar a sentir-se mal nos próximos dias. Este seria um sinal claro de que ela havia recebido sua cura.

 Uma mulher Hindu veio diante de mim para oração com seu filho carregando Raios X, que mostravam ela cheia de câncer dos joelhos à cabeça. O relatório de um doutor afirmava que o câncer era terminal e que era para ela ir para casa e se preparar para a morte nos próximos dias. Pedi-lhe que, se Jesus Cristo a curasse, ela o aceitaria como seu Salvador e ia servi-lo. Ela hesitou, olhando para o filho e não respondeu. Eu perguntei novamente e o tradutor disse a ela. Ela olhou para o seu filho novamente, e então disse, sim, ela o faria. Eu orei por ela.

 Possivelmente, 200 pessoas passaram através da fila de oração naquela noite.

 No culto da manhã do dia seguinte a multidão chegava perto de 400 pessoas. Insistindo que o pastor local desse uma oportunidade para aqueles que tinham recebidos suas curas para darem testemunho, olhei e vi a senhora que tinha sido sega e vinha sem ajuda para a frente para dizer como Jesus Cristo lhe tinha curado.

India 2O pastor chamou um menino para cima da plataforma e falou para o povo. “Este menino tinha sido mudo por toda a sua vida.” Repetindo após o pastor o menino falou ao microfone dizendo: “Louvado seja o Senhor, Aleleuia, amém! Louvado seja o Senhor, Aleluia, amém!”

Mais tarde, esse menino veio até mim sorrindo e apertando a minha mão dizendo algo que eu não conseguia reconhecer. Um cristão que falava inglês perto de me disse como que ele está aprendendo a falar. Ele havia falado em Telagu.

 Mais uma vez, no final do serviço, oramos pelos doentes com cerca de mais 300 chegando.

 Naquela noite, quando chegamos na tenda a multidão tinha se multiplicado rapidamente para cerca de 1000 pessoas. Isso não passou despercebido pelos vendedores locais, que tinham montado suas barracas na entrada.

 Depois que eu havia pregado e que tinha orado por centenas de pessoas, a mulher que teve o bócio surgiu na plataforma querendo que tirassem sua foto mostrando o quanto o bócio tinha diminuído. Ela estava radiante pois ela disse ao intérprete: “Louvado seja o Senhor, eu me sinto terrível.” No dia seguinte ela veio sem o sorriso, olhando mal, dizendo: “Louvado seja o Senhor, eu me sinto terrível.” O dia após isso ela estava muito doente para ir à igreja.

 Um homem que tinha problemas nas pernas e dificuldade para caminhar veio para dar testemunho de sua cura. UmIndia 3 menino que tinha um grande nódulo ou crescimento em sua cabeça foi empurrado para a frente pelo seu pai para mostrar que o caroço havia desaparecido e sua cabeça estava normal depois de receber oração naquela manhã. Outro menino relacionado ao pastor tinha sido incapaz de falar corretamente por causa da gravidade da sua gagueira, veio até nós com seu limitado Inglês dizendo: “Eu estou melhor, eu estou melhor.” Fomos informados por outros de como ele agora podia falar normalmente.

 Na terceira manhã, a tenda estava mais cheia, com cerca de 1.500 pessoas. Novamente, muitas centenas receberam oração depois da pregação da Palavra.

 Eu tinha perguntado se as pessoas poderiam escrever seus testemunhos pois isto iria encorajar os outros, mas os ministros disseram que muitos deles eram analfabetos. Estávamos ouvindo de muitos que haviam sido curados de febres e também nas pernas e problemas nas articulações. Um homem que sofria de úlceras à baixo no seu lado esquerdo foi completamente curado.

 Sendo a estação seca, era claro e ensolarado e sob a tenda branca, o brilho era muito intenso. Quando a pregação começou o brilho diminuiu e uma brisa fresca começou a soprar, refrescando as pessoas.

 Após o culto um irmão perguntou ao irmão Sansão, o pastor se ele tinha visto a nuvem que se instalara sobre a tenda. Ele não tinha. O irmão perguntou se ele havia sentido a brisa fresca entrar na tenda, porque isso foi quando isso apareceu. Ele tentou fazer com que um outro irmão visse, mas o homem estava concentrando-se na pregação e não deu atenção a ele. Ele disse que a nuvem estava sobre o tamanho do palco e pousou em cima da barraca.

 A cerimônia de batismo foi realizado e cerca de 10 pessoas foram batizadas no batismo cristão, no Nome do Senhor Jesus Cristo de acordo com Atos 2:38. O pastor ficou comovido pois ele nos disse que  aqueles que tinham sido Hindu iriam lavar seu ponto vermelho entre os olhos antes de irem para a água. No dia seguinte, outros 10 foram batizados

 O culto da noite tinha atraído mais pessoas novamente na medida que os relatos de curas e milagres saiam.

Mais uma vez, durante o culto da manhã de domingo, quando a pregação começou o brilho diminuiu e uma brisa fresca começou a soprar. Desta vez, muitas pessoas viram a nuvem se sentar sobre a tenda. No domingo à noite a multidão tomou a a estrada e foi estimado em cerca de 3000 pessoas e muitos  receberam oração.

 Após esta convenção fizemos um circuito para o leste pregando em 4 igrejas. Em uma igreja de uma vila que se reuniu sob as árvores, oramos por um homem sofrendo de um grave caso de hemorróidas. Ele foi curado. Os visitantes que vieram para ouvir o meu testemunho foi dito terem dado seus corações para o Senhor no domingo seguinte em Vijayawada, depois que haviamos partido.

Uma noite, enquanto pregava em uma pequena cidade perto de Vijayawada, um tumulto começou a se aproximar pelo beco que levava à igreja. Era o som de revolta de uma multidão de vozes gritando de raiva. Alguns dos homens rapidamente se levantaram e foram ao encontro deles. Como isso continuva orei por esta situação e pedi a atenção das pessoas. O ruído eventualmente acalmau. Cerca de 30 minutos depois, reacendeu-se mais alto, mais perto (cerca de 30m, apenas fora de nossa vista devido a casa vizinha) e mais persistente. Houve uma batida, soando como que um carro sendo atingido. Perguntei ao irmão Samson o que estava acontecendo. Ele despresou isso com um aceno de sua mão e disse-me que não era nada e para continuar. Novamente isso acabou na medida que as pessoas oravam.

 Mais tarde disseram que um bando de bêbados Hindu reclamou que a pregação estava muito alta e queriam que acabasse. Eles ameaçaram destruir o carro que tínhamos vindo e apedrejariam o pregador. Assim, o pastor daquela igreja saiu para tentar resolver o problema após o culto, ele nos disse que por 20 anos que ele tinha estado alí, ele só teve aquilo uma vez. Mais tarde, a polícia teve de prender  muitos deles.

 Um dia antes de viajarmos tinha sido programado para eu pregar num serviço à noite na aldeia no distrito de Warangal. O Irmão Neemias estava tão comovido com as reuniões na Cidade Warangal que ele decidiu que iria ter algo similar. Ele tinha ido para casa e começado com 2 Rupee (dinheiro local), pela fé teve 2.000 cartazes impressos para os serviços de manhã e à noite. Alimentos foram trazidos para o povo, um sistema de som contratado e um quarto de hotel reservado. Foi-me dito dessa mudança de plano e eu tive que me preparar adequadamente.

 Mais uma vez os serviços foram realizados sob um dossel pois o prédio da igreja era muito pequeno para todas as pessoas que vieram das aldeias vizinhas. Após estes cultos perguntei ao irmão Neemias se ele tinha conseguido cobrir os seus custos. Ele disse que sim, e também me deu uma oferta.

 Ele também nos contou de como ele tinha muitos relatos de curas de sua congregação que participaram das reuniões da cidade Warangal. Ele também estava muito feliz de informar que viu as pessoas estavam  mais dedicadas e sinceras desde aquela época, orando e estudando mais a Palavra.

 Nós estávamos muito interessados em ouvir dois depoimentos daquela igreja que tinha acontecido há alguns anos. Conhecemos um homem idoso e sua esposa. O primo do homem tinha morrido de alcoolismo. A igreja se reuniu e orou e jejuou. Após três dias que a decomposição havia começado e ele estava podre, mesmo assim, ele voltou da morte. Ele deu o seu coração para o Senhor e serviu a Ele por mais 2 anos. Ele morreu na fé.

 Um dos rapazes na igreja adoeceu e morreu quando ele era um bebê. Os pais o levaram ao médico, que confirmou a morte e disse aos pais para levá-lo para casa e enterrá-lo. Eles vieram para orar e hoje ele está vivo e bem.

 Chegando de volta à Cidade Warangal ouvimos dizer que uma mulher hindu com câncer terminal ainda estava viva e tinha melhorado pois ela poderia agora ter uma dieta suave. Ela disse que iria se batizar, quando ela fosse capaz.  A tia do pastor nos mostrou suas pernas que estavam normais depois de receber oração. Na semana anterior, elas estavam  grosseiramente inchadas. Sua mãe declarou que Deus havia curado seu ombro.

 Um relatório chegou dizendo que quatro pessoas que estavam presentes no serviço onde falei do meu testemunho em Vijayawada haviam retornado de volta à igreja no domingo de manhã e dado seus corações para o Senhor.

 Três semanas depois de voltar da Índia, ainda estamos ouvindo de pessoas sendo curadas e batizadas. Por causa dos novos convertidos na área onde o irmão Neemias pastoreava, ele teve que começar outra igreja em outra aldeia. Ouvimos que os irmãos foram e ajudaram a construir um abrigo de folhas de palmeira para eles se reunirem.”

E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, para testemunho a todas as nações; …

(Mateus 24:14)

FONTE: http://www.livingwordtabernacle.org/index.php/testimonies-from-india